Trabalhando na Bélgica


Ultimamente, a vida não está fácil para ninguém - e em lugar nenhum.
Nunca o dito popular "Se correr, o bicho pega. Se ficar, o bicho come" fez tanto sentido, não é mesmo?

É essa a situação do brasileiro que quer vir para a Europa: se o Brasil está passando por um dos momentos mais delicados da nossa história, a Europa também não pode dizer o contrário: além da crise financeira dos últimos anos que deixou marcas profundas na economia de praticamente todos os países da Europa, ataques terroristas, agora, assombram a vida dos cidadãos europeus, que nunca sabem quando essas ameaças irão ter fim.

Mas, bem, o sol brilha para todos! E se você botou na cabeça que a vida na Bélgica é mais promissora do que no Brasil mesmo com as ameaças iminentes dos terroristas, quem sou eu para discordar?
Não, muito pelo contrário!

Confira nesse post algumas dicas de como arrumar emprego na Bélgica e entrar legalmente no país a trabalho!

Antes de mais nada...


  • É importante saber que, por conta dos ataques terroristas de março, a entrada de estrangeiros no país ficou ainda mais complicada. Agora, é preciso que você, como imigrante, assine um documento em que atesta que está disposto a se integrar na cultura da Bélgica e que irá fazer tudo para tal, como curso de idiomas e aulas de integração. Eu achei isso estranho porque quando eu vim para cá em 2012, já haviam me avisado que eu era obrigada a fazer o curso de holandês e de integração, mas enfim. Se você conseguir permissão para ficar na Bélgica, seguir essas regras será o de menos, né?
  • SEM INGLÊS AQUI você não é nada. Vir falando só português é pedir para passar fome, mesmo legalmente. Lógico que você não precisa de inglês se você fala uma das línguas oficiais do país (neerlandês/holandês, francês, alemão), aliás, e até melhor se você falar uma dessas línguas. 
  • Tipo de trabalhos possíveis: Gente, coloca na cabeça uma coisa: a maioria dos brasileiros que vem para a Bélgica tentar uma vida melhor precisa trabalhar, e muito, o emocional. Isso porque a maioria começa do zero! Ou seja, tem muita mas muita gente graduada, com diploma na gaveta da casa belga, trabalhando com faxina, auxiliar de pedreiro, garçom e dando graças a Deus que conseguiram pelo menos isso! Antes de vir para a Bélgica, coloque na cabeça o que você quer fazer da sua vida, qual é a sua prioridade, porque não está fácil para ninguém aqui, nem para os belgas graduados que falam sete línguas fluentemente. Vamos ser realistas antes de jogar tudo para o alto e se arriscar nessa, ok? :-)

SITES INTERESSANTES


Aqui na Bélgica existem duas principais formas de arrumar emprego: entregando seu currículo diretamente nas empresas ou, o mais comum, se cadastrando em escritórios de empregos, os chamados Interims. Portanto, aqui é muito comum se cadastrar em dezenas de sites especializados em filtrar empregos para você. Isso é diferente no Brasil, né? Normalmente, colocar seus dados em sites brasileiros que te prometem empregos é cilada, mas não aqui. 
A lista a seguir é de sites seguros usados pela maioria das empresas sérias da Bélgica para encontrar trabalhadores. Eu mesma estou inscrita em praticamente todos eles, hehe...
Estes são os que eu conheço, mas existem muitos mais. Todos eles também podem ser acessados em Francês, aliás.
Você pode se inscrever em todos eles. Coloque seu curriculo e uma cartinha de motivação, dizendo o porque você seria um bom candidato para qualquer trabalho que eles tenham para oferecer.

Profissionais em Alta na Bélgica

Os profissionais a seguir conseguem emprego facinho na Bélgica:
  • Dentistas
  • Químicos
  • Profissionais de TI
  • Médicos
  • Farmaceuticos
  • Enfermeiros 
  • Engenheiros Civis
  • Engenheiros Mecânicos
  • Teólogos
  • Arquitetos
  • Profissionais de Direito
  • Profissionais de Gestão Comercial
  • Biotécnicos

Estas são as profissões em alta no momento e que, sério, SEMPRE tem vaga. Muitas vezes as empresas que trabalham com esses profissionais te contratam mesmo que você esteja ainda no Brasil e te oferecem até o curso de holandês/francês de graça. Vale a pena se inscrever nos sites se você possui um desses diplomas E fala inglês (nem que seja o básico).

Para quem não tem um dos diplomas acima ou qualquer diploma, nem tudo está perdido. Estas são as opções de trabalho que aceitam pessoas com qualquer grau de educação e não exigem nem mesmo uma das línguas do país ou inglês:
  • Limpeza Doméstica
  • Limpeza Empresarial
  • Assistente de Obras
  • Assistente Pessoal (cuidadoras de velhinhos ou deficientes)
  • Babás
  • Controle de Qualidade em Fábricas
No caso de Assistente de Obras, não quis dizer pedreiro, pois os pedreiros belgas são formados em cursos técnicos. Pelo que eu vejo (pois não estou muito em contato com essa área), os empregadores da área de construção procuram brasileiros e portugueses principalmente para colocar pisos em mosaico, os chamados mosaicos portugueses. 

DICA DE OURO: LinkedIn, gente, o quê que você tá fazendo que ainda não fez seu perfil nesse site e passou a seguir tudo quanto é empresa belga por lá? 


Arrumando um Emprego

  • Minha dica para quem não fala holandês e não tá entendendo nada dos sites que eu passei lá em cima é que use e abuse do Google Tradutor para poder preencher os formulários e se increver nos Interins, porque essa é a única forma, ao meu ver, de você ter chance de encontrar um emprego na Bélgica sem realmente estar aqui, a não ser pelo LinkedIn ou por algum conhecido que já more aqui e que procure um trabalho por você. 
  • Dica: você fala um pouquinho de francês ou um pouquinho de espanhol (portunhol rsrs) ou um pouquinho de alemão ou qualquer outra língua que o português? Bota lá no site que você FALA essas línguas. Muitas vezes você nem vai precisar delas mas ser poliglota aqui na Bélgica é fundamental. Só o inglês que é mesmo importante que se conheça bem porque a entrevista de emprego será provavelmente nessa língua. 
  • Uma vez inscrito, as possíveis vagas chegarão para vocês por email. Responda o email imediatamente! Use do seu melhor inglês ou peça para alguém te ajudar com isso, porque a parte mais importante disso tudo é conseguir uma entrevista de emprego!
  • Se tudo der certo, você conseguir uma entrevista via Skype ou algo assim e conseguir um trabalho na Bélgica, o resto é história! Seja bem-vindo no país da cerveja, chocolate e do lindo! Jean-ClaudeVan Damme


4 comentários:

  1. 9 motivos para NÃO morar na Bélgica:

    1) A Bélgica é o país mais islamizado da Europa! É o berço do radicalismo islâmico.
    2) O distrito de Molenbeek em Bruxelas já é um território islâmico no coração da Bélgica. Molenbeek é uma espécie de "gueto islâmico", chamado de "zona proibida" ("no-go-zone"), onde a Lei Sharia ("Lei do Terror") já está implementada e não-muçulmanos não podem entrar. Nem a própria Polícia entra!
    3) Na Bélgica (Bruxelas) você não sabe se está na Arábia Saudita ou na Europa, pois, praticamente, todas as mulheres usam hijabs ou burcas, e as que não usam correm perigo. Tráfico de drogas e mesquitas radicais estão por toda parte. Miséria, desemprego e a criminalidade caminham a passos largos. Em Molenbeek, a taxa de desemprego gira em torno de 40%. Imãs radicais passam pentes finos, de forma agressiva, à procura de jovens com poucos recursos para arregimentá-los a travarem a jihad contra o Ocidente. Outras regiões da Bélgica, como Shaerbeek e Anderlecht estão na mesma situação de Molenbeek.
    4) A Bélgica vive uma onda de insegurança por conta dos ATAQUES TERRORISTAS islâmicos. Em 2016, 31 pessoas foram mortas e cerca de 300 ficaram feridas nos atentados no aeroporto de Bruxelas e na estação do metrô de Maalbeek. Após os ataques, o governo belga conclamava o povo a se abster de reações violentas, declarando que os muçulmanos - PASMEM - são as principais vítimas do terrorismo.
    5) Na maioria dos países europeus, a exemplo da Bélgica, a "islamofobia" é considerada crime; e qualquer crítica ao islã pode ser considerada "islamofobia".
    6) A maioria dos combatentes jihadistas estrangeiros lutando ao lado do Estado Islâmico são cidadãos belgas muçulmanos (nascidos na Bélgica, mas descendentes de marroquinos)! A Bélgica é a principal fonte de jihadistas per capita da União Européia para o Estado Islâmico.
    7) Em Bruxelas, as crianças em escolas públicas são obrigadas a frequentar aulas sobre o islã.
    8) O nome mais comum dos recém-nascidos da Bélgica há 4 anos consecutivos é "Muhammad"(Maomé)!!!
    9) A Bélgica está entre os 20 países MAIS ATEUS do mundo, sendo que 45% da sua população é composta por ateus ou irreligiosos.

    A Bélgica já está derrotada!!! Os belgas estão abandonando a Bélgica sem lutar!!! Em até 30 anos, a Bélgica será completamente islâmica e mudará de nome para "Belgistão"!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah me desculpa, mas essas afirmações estão bem equivocadas. Sou belga/brasileira e morei em Molenbeek, achei bem tranquilo e os moradores bem solícitos.
      Quanto ao "perigo" presente na Bélgica, vem morar no Rio de Janeiro que você vai passar a ter noção do que é perigo de verdade.

      Excluir
  2. Você está de parabéns pelo blog,Com tantos detalhes dá pra ver que você se importa muito em ajudar os outros. muito Obrigado.

    ResponderExcluir

Follow by Email